Esse dia branco

Me perguntei muito, hoje pela manhã, nos minutos que se seguiram å minha meditação, se, e o que, postaria neste blog, na data de hoje.

Continuo no questionamento, se eu deveria escrever sobre finados, este dia que os vivos dedicam aos mortos… e decidi postar, num gesto solidário, um verso que me acompanha desde a meninice. E deixar tudo assim, simples e leve.

“Olhos que choraram vêem com mais clareza,

Corações que souberam amargar em seu íntimo, anseios de felicidade,

são aqueles que mais facilmente se abrem para os outros.”

(não lembro o autor… acho que nunca soube…)

Um abraço forte e demorado, neste dia branco,

Adriana

Anúncios

Sobre adrianathomaz

Na vida: autenticidade e coerência íntima, amor, muito amor, fé e fotografia! Educação para a morte e o morrer. Terapia do Luto, Dor e Medicina Paliativa.
Esse post foi publicado em "adriana thomaz", luto, morrer, morte, pessoal, visao pessoal. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Esse dia branco

  1. Priscila Sérvulo disse:

    Que lindo. Que lindo.
    Acho que esse verso incrível influenciou o seu caminho também…
    Obrigada pelo post, compactuo desta singela verdade.
    Grande beijo,
    Pri

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s