Minha menina, você se foi & Carta ao Pai maior.

Um pouco de tudo
3 anos de cuidados
Sua médica, sua terapeuta, sua mãe, sua amiga,
Sua segurança.
Em meio a incredulidade que a sua morte precoce me trás,
Mesmo anunciada,
Meu coração sangra.
Minha Alma cala diante de tanta dor.
Não.

20140809-223741-81461922.jpg

Não dá pra acreditar, não dá.
Tanto foi feito, tanto esforço, tantas tentativas sem resultado algum.
Os tratamentos tem limite, a medicina tem limite. Isso nunca foi tão verdadeiro.
Nossa sopinha, flores na sala de estar, sua torta de banana. Fiz meu melhor, minha amada, você tem razão no que disse.
Também lhe sou grata, também amo você. Obrigada, obrigada, obrigada. Você sempre despertou a melhor versão de mim mesma. Pude expressar essa versão graças a você. E faria tudo de novo.

De mãos dadas com o Rafa Lauria,
Nanata, você sempre vai estar, no hall dos mais amados e mais difíceis de dizer adeus.
Ainda que momentânea, nossa separação será muito custosa, crianças.
Amei os dois.

Hoje, de novo, a dor me assola com sua morte, Nanata, minha querida flor.

Amo você e você sempre viverá em meu coração,

Dri

20140809-222616-80776934.jpg

Não tenho a menor dúvida, nem nenhum pudor em dizer que vivo um momento de um luto de mãe.
Distância e morte. As minhas duas realidades neste presente que torço pra se tornar passado na velocidade da luz.

“Morrer não é ser deletado: aquele que aparentemente nos deixou está preservado no casulo de seu novo mistério, sem mais risco, doença ou tormentos. Não vai envelhecer nem sofrer nem se apartar de nós, os vivos. E não o perderemos nunca mais.” (Retirado da carta da Nanata para mim)

&

Carta ao Infinito de onde viemos e ao Infinito para onde iremos,

Que seja grosso este cobertor, meu Pai. O frio está quase insuportável.
E amanhã, dia dos Pais, no enterro de uma quase filha, a ausência das 5 figuras paternas se faz presente -duas cujos enterros aconteceram nas duas últimas desafiadoras semanas (meu padrinho Zezinho e meu tio David).
Pai João, jaja mais um ano sem você, inacreditável a falta que você faz. Vovô Mário Santos, já faz tanto tempo e ainda lembro daquela dor de te saber morto e amputado. Me perdoe. Foi o que ficou. Tio Mario Jorge, obrigada pela pizza com ovo cru. E pelas melodias no Berimbau. A noticia da sua morte ainda está nos meus joelhinhos que foram ao chão em súplica.
Fatherzinho, foi triste te “perder”. Quase acreditei que seria pra sempre.
Pai Arthur, Dad, todo o meu amor pra vcs.

Mais uma vez Pai Maior, me faz tolerar, me dê resiliencia, força, aceitação.
Ainda que você resida em mim, e que seja em mim e de mim que esta força tenha que brotar, me faz acreditar e seguir.
É o mesmo que desejo hoje, a cada pai que enlutado esteja, a cada filho que perdeu seu pai.

Que nosso cobertor seja grande e quente.

Sua filha,
Adriana

20140809-222851-80931556.jpg<br /

Anúncios

Sobre adrianathomaz

Na vida: autenticidade e coerência íntima, amor, muito amor, fé e fotografia! Educação para a morte e o morrer. Terapia do Luto, Dor e Medicina Paliativa.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

10 respostas para Minha menina, você se foi & Carta ao Pai maior.

  1. Andreia Cloris disse:

    Que lindo Dri,tb n tenho meu pai aqui na matéria,vc sabe,mas q linda declaração.Bjs.

    Enviado via iPhone

    >

  2. Rosangela Ribeiro disse:

    Adriana, que você tenha sempre muita Luz.

  3. Márcia Torres disse:

    LUZ QUERIDA!!!!

  4. Augusta Aliberti disse:

    Adriana, sua dedicação, amor e carinho, com seus pacientes, são puros, verdadeiros !!!
    Que Deus sempre te ilumine nesta sua caminhada, nem sempre fácil.

  5. Ana Paula disse:

    Um menina de ouro, uma amiga muito querida Natalia você deixará muita saudades. Aninha

  6. Myrian Sinclair disse:

    Gostaria de saber qual era o psiquiatra que estava assistindo a minha sobrinha. Faria bem para nós da família tentar entender o que aconteceu. Grata.

    • adrianathomaz disse:

      Sra Myrian,

      Meus sinceros sentimentos.
      Seus sobrinhos, irmãos da Nathalia, estiveram a par do tratamento e têm todas as informações médicas sobre sua sobrinha. Peço que se dirija a eles para maiores informações e detalhes.
      Posso lhe garantir que ela foi muito bem cuidada e que procurou e recebeu tratamento médico e Psico-terapêutico de excelência nos últimos anos da sua vida.
      Nathalia foi e sempre será para mim, uma paciente muito especial.
      Lamento profundamente por tudo que aconteceu com ela e me desculpo pela demora nesta resposta – tive uma pane no WordPress e fiquei sem receber notificações sobre postagens.

      Atenciosamente,
      Dra Adriana Thomaz

  7. rosariagarciasena disse:

    Que lindas palavras…. O tempo Divino há de consolar seu coração, nesse momento tão dificil.
    Força sempre. Deus te abençoe.
    Abraços.

  8. Rosaria GS disse:

    Nossa que linda palavras. O tempo Divino há de curar seu coração. Deus te abençõe.
    Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s